O que é a APVE
Notícias
Iniciativas
Boletins de Informação
Documentação
Normalização
Questões Frequentes
Links
Contactos
 
   
 
 
   

Protocolo de Colaboração - MAOTE / APVE

Já está disponivel o Relatório Final da Acção, faça o Download aqui

Assinalou-se dia 30 de Julho o encerramento do programa de demonstração de mobilidade eléctrica no MAOTE – Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia. O programa, resultante de protocolo entre a APVE e o MAOTE, consistiu na substituição da frota dos gabinetes dos membros do Governo do MAOTE (Gabinete do Ministro, Gabinete do Secretário de Estado do Ambiente, Gabinete do Secretário de Estado da Energia e Gabinete do Secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza) por veículos de propulsão eléctrica. Dada a importância da mobilidade elétrica para o desenvolvimento sustentável, a iniciativa teve como principais objetivos iniciais:

1.     Dar o exemplo público da viabilidade da mobilidade eléctrica, reforçando a credibilidade desta modalidade/tecnologia de transporte;

2.     Obter dados que permitam contribuir para a concepção de um programa de mobilidade sustentável no âmbito mais alargado da Administração Pública.

 

Durante um período de 10 meses, com início em 16 de Junho de 2014, os quatro governantes deslocaram-se em veículos elétricos ou híbridos-eléctricos (deslocações de maior distância) disponibilizados pelos construtores ou representantes associados da APVE (marcas Audi, BMW, Citroën, Ford, Mercedes, Mitsubishi, Nissan, Opel, Peugeot, Renault, Smart, Toyota e Volkswagen).

O trabalho foi acompanhado por uma comissão constituída por representantes do gabinete do MAOTE, da APVE, gabinete do Secretário de Estado da Energia, Direção-Geral da Energia e Geologia, Agência Portuguesa de Ambiente, Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública e Gabinete da Secretária de Estado do Tesouro e com suporte de sistemas fornecidos pelo CEiiA (mobi.me).

 

A iniciativa teve resultados muito positivos e objectivos do ponto de vista de demonstração da viabilidade da introdução deste tipo de veículos na frota do MAOTE, com uma redução dos custos de utilização (contabilizando apenas a energia) de cerca de 81% face à média da frota substituída, após cerca de 69 mil km realizados, o que representa um consumo de cerca de 19.3 kWh/100km e um custo de cerca de 0.02 EUR/km percorrido e resultaria numa poupança anual de cerca de 7 mil euros para aquela frota. Durante este período, foram evitadas 4 ton de emissões de CO2. Acresce uma nota positiva pela parte dos condutores e passageiros face à agradabilidade de uso destes veículos.

 

Com base nestes dados recolhidos num ambiente de utilização real, foram calculados os TCO – Total Cost of Ownership para cenários de utilização por particulares, empresas e administração pública, comparando a aquisição ou renda de um novo veículo eléctrico face a um veículo convencional, e tomando como referência um período de 5 anos e 15 mil km por ano, tendo-se concluído que, aos preços actuais:

1.     Para o caso de particulares, os VE apresentam TCO inferiores no segmento utilitários (-4%) e superiores nos restantes casos (+16%), sendo a fiscalidade o factor com maior peso na vantagem dos VE;´

2.     Para o caso de empresas, os VE apresentam TCO em geral mais favoráveis, -21% no caso de citadinos, -5% no caso de utilitários e -18% para o caso de familiares pequenos. A fiscalidade é factor decisivo nesta vantagem;

3.     No caso da administração pública, esta vantagem não se verifica, dada a ausência do factor “fiscalidade verde”. No entanto, e face ao perfil actual da frota da administração pública, a introdução de VE novos terá resultados significativos em termos de custos operacionais e impacte ambiental: a substituição de um veículo médio (ligeiro de passageiros) da frota actual da AP por um veículo eléctrico poderá representar uma redução entre cerca de 900 e 1 440 EUR por ano em custos de energia (combustível ou eletricidade) e de cerca de 3 ton de emissões de CO2 evitadas por ano.

 

Com a apresentação do relatório final do programa de demonstração, na presença de todas as marcas aderentes ao Protocolo, conclui-se hoje este projecto-piloto de mobilidade eléctrica na Administração Pública. A APVE espera que os resultados obtidos possam inspirar os dirigentes da Administração Pública e os decisores políticos, conduzindo, no futuro, à renovação da frota pública por veículos eléctricos.